Saltar para conteúdo principal
JÁ CONHECE O NOVO PORTAL SNS? JÁ CONHECE O NOVO PORTAL SNS? www.sns.gov.pt
Pedido de informações Pedido de informações hbraga@hb.min-saude.pt
Contacto Geral Contacto Geral 253 027 000

Comissões

Comissão de Auditoria Clínica

A Comissão de Auditoria Clínica tem como principal desígnio a aprovação de um programa de auditoria clínica global do Hospital de Braga.

Este órgão é responsável pelo acompanhamento e análise dos resultados decorrentes das auditorias, bem como o acompanhamento dos planos de ação decorrentes das auditorias realizadas.

COMPOSIÇÃO
Paula Vaz Marques (Presidente)
António Faria
Armanda Pereira
Arnaldo Pires
Fátima Faria
Idalina Russell
Lara Ribeiro
Paulo Gouveia

Comissão de Catástrofe

À Comissão de Catástrofe compete o desenvolvimento de planos para responder a incidentes externos graves e tem uma declaração escrita sobre o papel que desempenha em caso de incidente externo grave.

O Plano de Catástrofe em geral, e a Comissão de Catástrofe em particular, tem como principal objetivo agilizar a resposta a situações com elevada probabilidade de ocorrência, nomeadamente no que se refere a acidentes multi-vítimas, segurança contra incêndios, pandemias ou outras situações geradoras de fluxos anormalmente altos de doentes.

COMPOSIÇÃO
João Porfírio Oliveira (Presidente)
Aida Leite
António Faria
Armanda Pereira
Arnaldo Pires
Carla Reis
Cláudia Mendo
Diogo Rocha
Fátima Faria>
Fernando Miguel Pereira
Isabel Marcos
Jorge Pereira
Liliana Precioso
Manuel Miranda
Manuel Monteiro
Manuel Sousa
Paula Vaz Marques
Rira Seixo 
Sandra Silva
Silvia Oliveira
Sónia Duarte

Comissão Cirurgia Segura Salva Vidas

A Comissão Cirurgia Segura Salva Vidas tem como principal função a dinamização do programa "Cirurgia Segura, Salva Vidas", a monitorização da sua implementação, bem como a promoção de ações que visem a sua correta implementação.

COMPOSIÇÃO 
Luís Dias (Presidente)
Ana Sofia Rodrigues
Madalena Queirós
Vicente Vieira

Comissão de Coordenação Oncológica

A Comissão de Coordenação Oncológica do Hospital de Braga é um órgão consultivo e multidisciplinar a quem cabe zelar pela definição e cumprimento de um conjunto de políticas de utilização segura, eficaz e eficiente de quimioterapia no Hospital de Braga.

Tem como principais objetivos a promoção e monitorização de boas práticas farmacoterapêuticas, a elaboração de recomendações e linhas de orientação terapêutica no âmbito da quimioterapia, bem como a avaliação de protocolos terapêuticos.

COMPOSIÇÃO
Paula Vaz Marques (Presidente)
Beatriz Fernandes
Carlos Alegria
Cristina Alves
Emanuel Dias
Herlander Marques
Joaquim Costa Pereira
Júlia Amorim
Paula Marques
Paula Serrano
Paulo Costa

Comissão de Emergência Médica

A Comissão de Emergência Médica tem como principal função garantir a adesão às políticas e procedimentos da organização relativos à ressuscitação, efetuar auditorias e recolher os respetivos resultados, planear a formação no âmbito da emergência médica, tomar decisões na aquisição de equipamentos e desenvolver novos procedimentos que estejam em conformidade com as orientações mais recentes.

COMPOSIÇÃO
Luís Ribeiro (Presidente)
Almerinda Barroso Pereira
Cristina Almeida
Eduarda Bastos
Ivo Airosa
José Oliveira
Ruben Torres
Rui Castro
Rui Ribeiro

Comissão de Farmácia e Terapêutica

À Comissão de Farmácia e Terapêutica cabe zelar pela definição e cumprimento de políticas de utilização segura, eficaz e eficiente de terapêutica, monitorizando a prescrição dos medicamentos, a sua utilização e garantindo a todos os utentes a equidade no acesso à terapêutica.

COMPOSIÇÃO
Paula Vaz Marques (Presidente)
Almerinda Barroso Pereira
Antonieta Silva
Carlos Capela
Catarina Portela
Isabel Marcos
Joana Alves
Joana Pimentel
Paula Marques
Sylvie Martins

Comissão de Feridas

A Comissão de Feridas é um órgão consultivo multidisciplinar que visa promover a formação e implementação de procedimentos que uniformizem a prevenção e tratamento de feridas.

Tem ainda como função a consolidação de um sistema de avaliação sistemática das feridas de difícil cicatrização bem como promover a investigação clínica e epidemiológica relacionada com a prevenção e tratamento de feridas.

COMPOSIÇÃO
Hugo Sequeira (Presidente)
Alexandra Costa e Silva
Catarina Gomes
Charlene Viana
João Coelho Gomes
Raquel Oliveira

Comissão de Humanização

A Comissão de Humanização e Qualidade dos Serviços é um órgão consultivo que tem como principal finalidade a garantia da dignidade e integridade humanas, zelando pela satisfação das necessidades dos utentes e cuidadores.

COMPOSIÇÃO
Fátima Faria (Presidente)
Armanda Pereira
Arminda Oliveira Ribeiro
Cecília Morgado
Diana Gaspar
Elisabete Pinheiro
Luísa Silva
Miguel Ângelo Costa
Paula Costa
Paulo Gouveia
Rita Seixo
Sandra Silva
Sílvia Oliveira
Teresa Macedo

Comissão para a Igualdade de Género

A Comissão para a Igualdade de Género tem como missão garantir a execução das políticas no âmbito da defesa da igualdade no Hospital de Braga.

COMPOSIÇÃO
Claúdia Mendo (Presidente)
Adelino Domingues
Ana Couto
Camilo Ferreira
Marco Sameiro
Petra Ferreira

Comissão de Integração de Cuidados de Saúde

Conforme previsto no n.° 1 do artigo 8° do Decreto-Lei n.° 52/2022, de 4 de agosto, no seu funcionamento, os estabelecimentos e serviços do SNS:

  1. Desenvolvem respostas de proximidade às necessidades assistenciais, em todos os seus níveis de prestação, considerando objetivos de equidade, de eficiência e de qualidade e recorrendo à tele--saúde e aos cuidados no domicílio, sempre que adequado;
  2. Promovem modelos de integração de níveis de cuidados, de cuidados de saúde física e mental e de respostas de saúde e sociais, recorrendo a processos assistenciais partilhados que orientem os fluxos do utente e melhorem a efetividade dos cuidados prestados;
  3. Trabalham em rede e de forma articulada, organizada de modo coerente e assente em princípios de racionalidade, complementaridade, apoio técnico e eficiência, respeitando os modelos organizativos existentes.

Neste sentido, é constituída uma equipa com base no descrito no n.° 2 do artigo 88.° do Decreto-Lei n.° 52/2022, de 4 de agosto.

COMPOSIÇÃO

  •  Ana Raquel Dias (Coordenadora – Hospital de Braga)
  • Alice Carvalho (Hospital de Braga)
  • Gonçalo Alves (ACES Cávado II – Gerês Cabreira)
  • Hélder Lanhas (ACES Cávado I - Braga)
  • Jorge Pereira (Hospital de Braga)
  • Rita Pinheiro (ACES Cávado II - Gerês Cabreira)
  • Vera Sousa (ACES Cávado I - Braga)
Comissão Local de Informatização Clínica

A Comissão Local de Informatização Clínica (CLIC) é uma comissão multidisciplinar para governação da informação com atuação na gestão do risco da informação, nomeadamente registos clínicos. Este órgão presta consulta relativamente ao desenvolvimento, implementação e monitorização das políticas de governação clínica.

COMPOSIÇÃO
Manuel Monteiro (Presidente)
Ana Raquel Dias
António Faria
Arnaldo Pires
Hugo Oliveira
Jorge Pereira
Jorge Santos
Marco Sameiro
Sofia Vaz
Sónia Dória

Comissão de Medicina Transfusional

A Comissão de Medicina Transfusional é um órgão de apoio que deve estar envolvido em processos multidisciplinares de auditoria, educação e formação, elaboração e alteração da documentação, dos procedimentos e das listas de verificação relacionadas com os utentes e a participação de outros intervenientes nos processos relacionados com o sangue e seus derivados.

COMPOSIÇÃO
António Marques (Presidente)
António Matos Marques
Arnaldo Pires
Carmo Lopes
Eurico Bandeira
Isabel Eira
Manuel Monteiro
Nuno Lago
Paula Rolim
Paulo Fragoso

Comissão de Monitorização do Plano de Gestão dos Riscos de Corrupção e Infrações Conexas

A Comissão de Monitorização do Plano de Gestão dos Riscos de Corrupção e Infrações Conexas tem como objetivo a proposta e monitorização do Plano de gestão de riscos de corrupção e infrações conexas, identificando as situações potenciadoras de riscos de corrupção e/ou de infrações conexas, respetivas medidas preventivas e corretivas que minimizem a probabilidade de ocorrência do risco e a definição da metodologia de adoção e monitorização das medidas propostas, identificando os respetivos responsáveis.

Composição
João Porfírio Oliveira (Presidente)
Ana Bento do Couto (Coordenadora)
Cláudia Mendo
Diogo Rocha
Helena Lima
Jorge Marques
Liliana Precioso
Paulo Lobo
Rita Seixo
Sílvia Oliveira

Comissão de Normalização de Consumos e Equipamentos Clínicos

A Comissão de Normalização de Consumos e Equipamentos Clínicos tem como principal finalidade o aconselhamento relativamente à normalização de consumíveis e equipamentos, nomeadamente ao nível da aquisição, método de utilização, formação, manutenção, entre outras questões destinadas à melhoria da segurança do doente.

COMPOSIÇÃO
Aline Vasconcelos (Presidente)
António Faria
Celeste Machado
Diogo Rocha
Eduardo Semanas
Hugo Ferreira
Isabel Veloso
Sandra Martins

Comissão de Nutrição Artificial

A Comissão de Nutrição Artificial tem como principal objetivo a promoção de protocolos de prescrição de Nutrição Artificial, promovendo o sucesso da terapia nutricional e prevenindo as suas complicações. Promove ainda ações de formação e de monitorização no âmbito da terapia nutricional.

COMPOSIÇÃO
Hugo Rios (Presidente)
Ana Rita Durães
Filipa Neiva
Isabel Silva
Mafalda Noronha

Comissão de Prevenção e Controlo Ambiental da Bactéria Legionella

A Comissão de Prevenção e Controlo Ambiental da Bactéria Legionella tem como objetivo definir medidas de prevenção e controlo para a ocorrência de doença por Legionella, através de uma estratégia de identificação e avaliação dos perigos e fatores de risco, bem como o estabelecimento de medidas nas diversas vertentes que se julguem necessárias.

COMPOSIÇÃO 
Sílvia Oliveira (Presidente)
Álvaro Oliveira
Diogo Rocha
Isabel Veloso

Comissão de Proteção Radiológica

A Comissão de Proteção Radiológica é um órgão consultivo com o principal objetivo de garantir o cumprimento das diretrizes locais ou nacionais em matéria de exposição a radiações, nomeadamente no cumprimento dos procedimentos da organização em matéria de proteção radiológica, no incentivo à utilização de dosímetros e monitorização de dosimetrias, na formação contínua e na realização de auditorias neste âmbito.

COMPOSIÇÃO
Vasco Mendes (Presidente)
Irene Varanda
Leonor Soares
Liliana Astorga
Manuel Sousa
Mariana Sá
Patrícia Oliveira
Rui Pirraco
Susana Maurício

Comissão da Qualidade e Segurança

A Comissão da Qualidade e Segurança (CQS) é um órgão consultivo que visa promover uma eficaz articulação entre diferentes entidades, serviços e órgãos de apoio cuja atividade concorra para a Qualidade, Gestão do Risco e Segurança do Doente; formular propostas ou pareceres sobre as políticas e procedimentos orientados para a qualidade e segurança dos doentes e dos profissionais; monitorizar e acompanhar as situações de risco, clínico e não clínico, identificadas no Hospital de Braga; entre outros.

COMPOSIÇÃO
Paula Vaz Marques (Presidente)
Álvaro Oliveira
António Faria
Armanda Pereira
Cláudia Mendo
Fátima Faria
Isabel Veloso
Joana Alves
Joana Silva
Jorge Pereira
Manuel Sousa
Marco Sameiro
Paulo Gouveia
Sílvia Oliveira

Comissão Técnica de Certificação da Conformidade da Interrupção da Gravidez

A Comissão Técnica de Certificação da Conformidade da Interrupção da Gravidez é um órgão técnico que garante um suporte na tomada de decisões de fazer interromper a gravidez, no cumprimento dos requisitos médicos, deontológicos e legais, para que tais atos integrem a interrupção da gravidez não punível pelo Código Penal.

COMPOSIÇÃO
Alexandra Cadilhe (Presidente)
Albina Silva
Almerinda Barroso Pereira
Luísa Cardoso
Maria Lopes de Almeida
Miguel Gonçalves Rocha
Neuza Cristina Teixeira

Comissão de Ventilação Não Invasiva

A Comissão de Ventilação Não Invasiva é constituída por uma equipa multidisciplinar que tem como objetivo a uniformização de práticas, que contribuirá para uma melhor, mais eficaz e eficiente rentabilização dos recursos materiais e humanos, nomeadamente com uma tomada de decisão mais consciente de uma melhoria da qualidade de saúde dos doentes com Ventilação Não Invasiva, bem como da formação e orientação aos profissionais de saúde.

COMPOSIÇÃO
Cecília Pacheco (Presidente)
Alice Carvalho
Arnaldo Pires
Diogo Rocha
Sara Marques

Equipas

Equipa Coordenadora Local de Cuidados Integrados de Saúde Mental

A criação dos cuidados continuados integrados de saúde mental (CCISM) veio permitir que a RNCCI se estenda a pessoas com problemas de saúde mental ao considerar, no âmbito da parceria com a segurança social, a existência de equipas de apoio domiciliário, de unidades sócio-ocupacionais e de unidades residenciais, tendo em vista a criação de estruturas reabilitativas psicossociais que respondam aos vários graus de incapacidade e dependência por doença mental grave.

COMPOSIÇÃO
António Cepa (Coordenador)
Liliana Silva
Susana Alexandra Teixeira

Equipa de Gestão de Altas

A Equipa de Gestão de Altas é uma equipa hospitalar multidisciplinar para a preparação e gestão de altas hospitalares com outros serviços para os doentes que requerem seguimento dos seus problemas de saúde e sociais, quer no domicílio, quer em articulação com as unidades.

COMPOSIÇÃO
Conceição Afonso (Coordenadora)
Ana Cristina Margaça
Ângela Gomes
Daniela Magalhães
Emília Cerqueira
Lúcia Lopes

Equipa de Gestão de Camas

A Equipa de Gestão de Camas tem como principais objetivos garantir em tempo útil, e para cada doente, a atribuição de cama; promover a otimização da alocação de camas entre serviços, otimizando a ocupação da capacidade do hospital; minimizar situações de excesso/ falta de capacidade nos vários serviços; e contribuir para a obtenção de ganhos qualitativos para os doentes, imputáveis à reorganização e identificação de procedimentos de gestão de fluxo de doentes.

COMPOSIÇÃO
Conceição Afonso (Coordenadora)
Madalena Torres
Maria da Luz Esteves

Equipa Hospitalar de Doação e Colheita de Órgãos e Tecidos

A Equipa Hospitalar de Doação e Colheita de Órgãos e Tecidos tem como missão promover a doação de órgãos e tecidos para transplantação em segurança.

COMPOSIÇÃO
José Eduardo Oliveira (Coordenador)
Fátima Assunção Martins
Hugo Amaral de Sousa

Equipa Intra-Hospitalar de Suporte aos Cuidados Paliativos

A Equipa Intra-Hospitalar de Suporte aos Cuidados Paliativos é uma equipa multidisciplinar que tem como finalidade a prestação de aconselhamento diferenciado em cuidados paliativos às várias especialidades que constituem o perfil assistencial do Hospital, fazendo orientação do plano individual de intervenção aos doentes internados em estado avançado ou terminal e/ou seus familiares/cuidadores para os quais seja solicitada a sua atuação.

Tem como missão promover a qualidade de vida a doentes com doença incurável avançada e apoio aos seus familiares e/ou cuidadores informais, consultadoria, formação e orientação aos profissionais de saúde.

COMPOSIÇÃO
Teresa Macedo (Coordenadora)
Ângela Gomes
Carla Lopes
Cristiana Lopes
Júlia Amorim
Maria José Mendes

COntactos
926 359 912
eihscp.hospitalbraga@hb.min-saude.pt

Equipa Intra-Hospitalar de Suporte aos Cuidados Paliativos - Pediátrica

A Equipa Intra-Hospitalar de Suporte aos Cuidados Paliativos é uma equipa multidisciplinar que tem como finalidade prestar aconselhamento diferenciado em cuidados paliativos às várias especialidades que constituem o perfil assistencial do Hospital.

Tem como missão promover a qualidade de vida a doentes pediátricos com doença incurável avançada e apoio aos seus familiares e/ou cuidadores informais, consultoria, formação e orientação aos profissionais de saúde.

COMPOSIÇÃO
Fábia Carvalho (Coordenadora)
Ana Catarina Ribeiro
Arminda Oliveira Ribeiro
Augusta Cabral
Cândida Gomes
Carla Cunha
Cátia Guimarães
Fátima Gonçalves
Marta Ribeiro Silva
Rita Silva
Sofia Pilar

Equipa de Proteção de Violência nos Adultos

A Equipa de Proteção de Violência nos Adultos é responsável por contribuir para a informação prestada à população e sensibilizar os colaboradores para a igualdade de género e a prevenção da violência ao longo do ciclo de vida; difundir informação de caráter legal, normativo e técnico sobre o assunto; coletar e organizar a informação casuística sobre as situações de violência atendidas nos ACES e Hospitais; e prestar apoio de consultadoria aos colaboradores e equipas de saúde no que respeita à sinalização, acompanhamento ou encaminhamento de casos.

COMPOSIÇÃO
Eduarda Bastos (Coordenadora)
Arminda Oliveira Ribeiro
Arnaldo Pires
Joana Mesquita
Odete Rodrigues
Sílvia Duarte

Outros Órgãos

Encarregado de Proteção de Dados

Para além do disposto nos artigos 37.º a 39.º do Regulamento-Geral de Proteção de Dados, são funções do encarregado de proteção de dados assegurar a realização de auditorias, quer periódicas, quer não programadas; sensibilizar os utilizadores para a importância da deteção atempada de incidentes de segurança e para a necessidade de informar imediatamente o responsável pela segurança; e assegurar as relações com os titulares dos dados nas matérias abrangidas pelo RGPD e pela legislação nacional em matéria de proteção de dados.

ENCARREGADA DE PROTEÇÃO DE DADOS
Sónia Dória

Gabinete do Cidadão

Conforme previsto no artigo 26° do Decreto-Lei n.° 52/2022, de 4 de agosto, sobre a Participação dos beneficiários:

  1. Os beneficiários do SNS podem intervir nos processos de tomada de decisão que afetem a prestação de cuidados de saúde à população, nos termos da Carta para a Participação Pública em Saúde.
  2. Compete à Direção Executiva do SNS, aos estabelecimentos e serviços do SNS e aos SLS promover a participação pública, através do aprofundamento dos processos já existentes e da criação de novos espaços e mecanismos participativos, nomeadamente os que sejam mais adequados a estimular a literacia da população, o envolvimento das pessoas na promoção da sua própria saúde e a ligação às comunidades vulneráveis.
  3. A participação a que se refere o número anterior pode ocorrer a título individual ou através de entidades que representem os beneficiários ou utentes.
  4. Nas unidades de saúde do SNS previstas no artigo 10.° é designado pelo órgão máximo de gestão sob proposta das associações de utentes, pelo período de três anos, um provedor do utente que articula a sua ação com o gabinete do cidadão.

Neste sentido, está constituída uma equipa com base no descrito no n.° 2 do artigo 88.° do Decreto-Lei n.° 52/2022, de 4 de agosto.

COMPOSIÇÃO

  • Denise Gonçalves (Coordenadora)
  • Márcia Fernandes
  • Petra Sofia Pizarro
  • Rita Monteiro S
  • Sara Fernandes
Grupo Coordenador Local do Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e Resistência aos Antimicrobianos

O GCL-PPCIRA tem como missão promover a segurança e qualidade dos cuidados prestados aos doentes, promover a segurança dos profissionais e visitas, através da prevenção e controlo das infeções associadas aos cuidados de saúde e através da prevenção das resistências aos antimicrobianos.

COMPOSIÇÃO
Isabel Veloso (Coordenadora)
Adelaide Alves
Alexandre Carvalho
Ana Cláudia Carvalho
Ana Silva
Betânia Faria
Cláudia Martins
Joana Alves
Raquel Lusquiños

Grupo Operativo Institucional no âmbito do PAPVSS

Composição

Manuel Sousa - Ponto Focal Institucional
Ricardo Dias - Ponto Focal Institucional Substituto
Álvaro Oliveira
Mónica Machado
Sílvia Oliveira

Núcleo Hospitalar de Apoio às Crianças e Jovens em Risco

O Núcleo Hospitalar de Apoio às Crianças e Jovens em Risco é responsável pelo estudo, diagnóstico, orientação e acompanhamento de crianças de risco que recorrem ao Hospital de Braga.

Presta consultadoria aos profissionais que lidam diretamente com este tipo de situações e assegura uma articulação com as entidades de segundo e terceiro nível de intervenção.

COMPOSIÇÃO
Sandra Costa (Coordenadora)
Arminda Oliveira Ribeiro
Eduarda Bastos
Feliciano Guimarães
Sandra Luís
Sofia Pilar

Responsável de Acesso à Informação

Ao Responsável pelo Acesso à Informação compete organizar e promover as obrigações de divulgação ativa de informação a que está vinculada a entidade, acompanhar a tramitação dos pedidos de acesso e reutilização e estabelecer a articulação necessária ao exercício das competências da Comissão de Acesso aos Documentos Administrativos, a quem cabe zelar pelo cumprimento pelas disposições da Lei n.º 26/2016, de 22 de agosto.

RESPONSÁVEL DE ACESSO À INFORMAÇÃO
Maria Inês Simões

 

Responsável Regime Geral de Prevenção de Corrupção

O Decreto-Lei 109-E/2021, de 9 de dezembro, criado Mecanismo Nacional Anticorrupção (MENAC) e estabelece o Regime Geral de Prevenção da Corrupção. Este diploma apresenta um conjunto de medidas de prevenção da corrupção e determina que se adote e implemente um programa de cumprimento normativo que inclua, pelo menos, um plano de prevenção de riscos de corrupção e infrações conexas, um código de conduta, um programa de formação e um canal de denúncias, a fim de prevenirem, detetarem e sancionarem atos de corrupção e infrações conexas, levados a cabo contra ou através da entidade. Determina também, que as entidades designem um responsável pelo cumprimento do normativo, que exerce a suas funções de modo independente, permanente e com autonomia decisória, a quem compete assegurar o controlo e a aplicação das ações previstas no programa de cumprimento do normativo.

RESponsável Regime Geral de Prevenção de Corrupção
Ana Bento do Couto

 

 

Unidade Coordenadora Funcional da Diabetes

Compete à Unidade Coordenadora Funcional da Diabetes/Unidade Integrada de Diabetes estabelecer um plano educativo e terapêutico individualizado, incluindo a educação para a autogestão da doença, que abrange programas de terapêutica com dispositivos de perfusão subcutânea contínua da insulina, a utilização de meios complementares de diagnóstico e terapêutica específicos dispositivos de monitorização contínua de glicemia e a coordenação de elementos responsáveis de pessoas com diabetes internadas na unidade hospitalar.

COMPOSIÇÃO
Olinda Marques (Coordenadora)
Adelaide Ferreira
Conceição Mateus
Sofia Martins